Intercâmbio na Argentina 2023 – Quanto custa (Preço)

Intercâmbio na Argentina

Você que está buscando oportunidades para estudar fora do Brasil e assim enriquecer seu currículo saiba que a Argentina pode ser uma ótima escolha. 


O país é um dos destinos mais escolhidos pelos brasileiros para realizar intercâmbio. Afinal além de o país ficar pertinho do Brasil oferece cursos de qualidade e até mesmo gratuitos. 

Neste post vamos apresentar a você as opções de cursos que a Argentina oferece e como funciona para realizar intercâmbio no país. Com ou sem uma agência de intercâmbio

Mas antes vamos entender…

Por que realizar intercâmbio na Argentina

Existem vários motivos que levam jovens a estudar na Argentina, um deles é a proximidade do país com o Brasil e o custo do intercâmbio ser mais baixo do que em outros lugares como a Europa, por exemplo. 

Além disso, a Argentina oferece oportunidades de cursos universitários gratuitos, uma vez que de 131 universidades que ela possui 66 são públicas. 

A graduação em Medicina no país é muito procurada pelos intercambistas, pois é mais barata, há a chance de fazer o curso de forma gratuita e as instituições de ensino ainda não apresentam vestibular, o que facilita o acesso. 

Outros motivos que atraem os jovens para a Argentina é seu clima, que lembra bastante o europeu, por ter as estações bem definidas e invernos com neve. 

Além disso, sua deliciosa gastronomia, tendo destaque os alfajores, churrasco e vinho, assim como sua bela natureza, paisagens e vida noturna são outros fatores que chamam a atenção. 

Cursos para estudar na Argentina em 2023 

Existem duas opções em cursos para realizar intercâmbio no país dos alfajores, cursos de espanhol e cursos universitários. Vamos conhecer como funciona cada uma delas. 

Cursos de Espanhol 

Os cursos de espanhol são direcionados tanto para quem quer aprender o idioma como jovens que desejam entrar nos cursos universitários, já que as aulas são ministradas em espanhol. 

As maiores universidades da Argentina como a UBA (Universidad de Buenos Aireis) costumam oferecer cursos de espanhol para iniciantes ou mesmo avançado. Também há escolas de idiomas especializadas em espanhol nas cidades argentinas. 

Os cursos mais escolhidos são os intensivos, que compreendem 20 horas por semana. É possível tanto aprender espanhol nas instituições de ensino como ter aulas particulares, sendo que esta segunda opção é mais cara. 

O certificado de proficiência em espanhol (CELU – Certificate of Spanish: Language and Use) é válido no mundo todo. 

Cursos universitários

O processo para entrar nas universidades da Argentina é diferente do que o do Brasil, pois nesse caso o estudante deve realizar um ciclo básico obrigatório que ensina matérias relacionadas ao curso selecionado. 

Além disso, algumas universidades solicitam o certificado de proficiência em espanhol com nível B2 para os estrangeiros. As instituições da Argentina possuem também dois semestres como no Brasil e eles iniciam e terminam da mesma forma que aqui. 

Intercâmbio na Argentina (Preço / Valor) 

Segundo o site Intercâmbio e Viagem um curso de espanhol com duração de um mês na Argentina custaria de 2 mil a 4 mil reais dependendo da instituição de ensino. 

Quanto à hospedagem pode variar de 800 a 4.500 reais, variando de acordo com o tipo de estabelecimento que você escolher. Também é indicado contratar um seguro viagem, que custa em torno de 300 reais por esse período. 

A passagem aérea pode variar de 800 a 1.300 reais de acordo com a cidade que você irá ficar. Por outro lado o custo com alimentação e transporte fica em torno de 100 reais por dia, mas tudo vai variar dependendo de sua escolha e distância da instituição que irá estudar. 

Mas somando os valores menores, podemos dizer que um mês de intercâmbio na Argentina pode custar no mínimo 4 mil reais.

Vale a pena ficar atendo às agências para tentar algum concurso e quem saber conseguir um intercâmbio grátis

Intercâmbio na Argentina: Documentos necessários

A Argentina não exige tantos documentos como outros países, sendo que para realizar intercâmbio de no máximo 90 dias, você deve apresentar um RG ou passaporte apenas. 

Mas se o período de estudo for maior é recomendado solicitar residência na Argentina no órgão Dirección Nacional de Migraciones. Para isso você deve apresentar seu RG ou passaporte, comprovante de matrícula na instituição de ensino, comprovante de antecedentes criminais e de pagamento da taxa de emissão. 

Destinos mais procurados para intercâmbio na Argentina 

Existem vários lugares incríveis para realizar intercâmbio no país, mas entre os destinos mais requisitados pelos intercambistas estão: 

  • Buenos Aires: capital do país e que lembra muito a arquitetura e estilo de cidades europeias, tem várias atrações culturais e um custo de vida alto, semelhante à cidade de São Paulo. Tem um ótimo sistema de transporte público e universidades de qualidade como a Universidad de Buenos Aires; 
  • Mendoza: é uma cidade menor e que tem um custo de vida mais baixo. Nela você pode realizar vários passeios em meio à natureza e até mesmo praticar esportes radicais, além de ser uma grande produtora de vinhos;
  • Córdoba: é conhecida por ser uma cidade universitária, sendo o lar da Universidad Nacional de Córdoba (UNC), a qual tem mais de 400 anos de idade. 

Neste post mostramos como o intercâmbio na Argentina é procurado pelos intercambistas brasileiros. Isso acontece devido a três fatores principais: custo de vida menor que outros destinos, acesso a cursos gratuitos nas universidades e por ser um país vizinho e mais acessível.

Estando no país vizinho ainda é possível tentar uma oportunidade de Summer Job

Você pode estudar espanhol na Argentina ou fazer um curso universitário, mas é importante saber que para cursá-lo você precisa ser fluente em espanhol, já que as aulas são ministradas nesse idioma. 

O custo do intercâmbio no país é bem menor do que destinos europeus e o ensino possui uma boa qualidade, sendo reconhecido no mundo todo. Para realizar intercâmbio na Argentina é necessário conter apenas RG ou passaporte caso o período compreenda até 90 dias ou se o tempo for maior também é preciso de uma permissão de residência. 

As cidades mais visitadas e escolhidas pelos intercambistas para estudar são Buenos Aires, Mendoza e Córdoba. É interessante conhecer cada uma delas e suas instituições para que você possa fazer a escolha mais cabível para você e assim realize o intercâmbio da melhor forma possível.

Também vale a pena pesquisar por intercâmbio voluntário, essa modalidade pode ser útil para quem deseja pagar barato.

Lembrando que você pode tentar uma bolsa de estudos pelo Becas Santander.